terça-feira, 29 de outubro de 2013

MARGARIDA DOS SENTIMENTOS


Crie uma margarida repleta de sentimentos! 

No dia a dia, a afetividade e o respeito normalmente são conquistados com responsabilidade. Então, que tal simbolizar essa analogia, com a elaboração de uma delicada flor? As crianças vão adorar fazê-la!

Ingredientes
★ Papel cartão na cor amarela
★ Papel texturizado na cor branca
★ Papel off set na cor verde
★ Fita quadriculada na cor verde e branca
★ Metade de um palito de churrasco
★ Papel celofane recortado em um circulo com 22 cm de diâmetro
★ 4 a 6 balas
★ Cola branca, tesoura e lápis
★ Risco


Como fazer: 
1. Transfira, por duas vezes, o risco da margarida para o verso do papel texturizado.
2. Recorte as duas flores e cole-as sobre o papel cartão amarelo. Deixe secar.
3. Em seguida, recorte somente as bordas das duas flores brancas, para obter duas margaridas com miolos amarelos.
4. Recorte tiras finas no papel verde. Fixe a extremidades de uma delas na ponta do palito de churrasco e comece a enrolar. Aplique cola em algumas partes para fixar o papel e manter o palito encapado. Fixe a extremidade final.
5. Recorte um pequeno retângulo de papel verde, vinque-o ao redor do palito e cole-o. Deixe secar. Logo após, aplique o suporte obtido no verso de uma das margaridas. Deixe secar novamente.
6. Na sequência, sobreponha à outra margarida e cole-as, para formar uma flor dupla. Deixe secar.
7. Enquanto isso coloque as balas no centro do círculo de celofane. Faça uma espécie de trouxinha, amarre com a fita quadriculada e dê um laço. Se quiser, dobre as extremidades das fitas e dê um pique diagonal, para obter um acabamento em "V" no laço.
8. Para finalizar, encaixe o "cabinho" da margarida no centro da trouxinha de balas. Assim, a criançada terá um pequeno arranjo para oferecer a quem quiser! 


Curiosidades:

A margarida não é uma flor! 
Ela é uma inflorescência (que nada mais é do que a reunião de muitas flores) da família Asteraceae, na qual também se destacam girassóis e crisântemos, além de outras. Examinando-a bem perto é possível ver que algumas flores formam o miolo amarelo, enquanto outras formam a borda esbranquiçada. Apesar de cada uma delas ter uma função biológica, quando unidas, ambas se tornam capazes de produzir néctar, atrair polinizadores, gerar e receber pólen.
O cultivo de margaridas
No planeta todo existem mais de 20 mil variedades de margaridas, que recebem nomes diversos: malmequer, margarida-de-paris, margarida-olga, olguinha, céu-estrelado, entre outras. Associadas à simplicidade e à modéstia, são consideradas flores campestres, que crescem próximas ao solo até atingirem 60 cm. Elas gostam de sol, água, solo rico em matérias orgânicas e clima ameno ou frio. Nessas condições, florescem tanto no outono quanto no verão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário