sábado, 8 de dezembro de 2012

CANTIGA PARA UMA BORBOLETA

Se voa, é como se lá no ar,
uma criança estivesse a brincar.
Alegre, ingênua, malabarista,
a borboleta, parece uma artista.
Mais tarde, quando pousa sobre a flor,
retrata um cenário encantador.
Com sua presença nos dignifica
e a própria vida fica mais bonita.

(Auri Antõnio Sudati)

Sugestões a partir da leitura e interpretação deste poema:

# Ilustração do poema.
# Confecção de uma borboleta com material reciclável.
# Pesquisa de palavras no dicionário.
# Estudo da metamorfose das borboletas, através de pesquisa, textos informativas, etc.
# Montar um terrário e colocar nele uma lagarta, a fim de observar e registrar as fases da metamorfose.
# Conhecer a importância ecológica das borboletas.
# Produção textual: produzir novos poemas falando sobre borboletas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário